terça-feira, 15 de setembro de 2015

O regresso do Reis dos Bú Bebés

Olá amiguinhos!

Há muito tempo que não dou notícias. Vejam lá que a última vez que a minha mamã me deixou escrever no Blogue foi quando fiz 10 meses e, neste momento, eu já tenho 16 meses. Incrível. Mas a minha mamã vem pedir-vos desculpas e lamenta bastante o sucedido. Parece que esteve entretida com outras coisas… Mas não fiquem zangados porque quando souberem o que ela andou a tramar, vão pensar que realmente valeu a pena. Mas isso é algo que não posso revelar agora…

Desde a última vez que escrevi aqui no blogue, já cresci imenso. Já ando e corro por todo o lado, já coloco o comando da TV nas mãos dos papás e peço para porem O Panda e Os Caricas a tocar e continuo viciado em leitinho!

Eu sou o Rei dos Bú Bebés, lembram-se? E, por isso mesmo, preciso de comunicar uma coisa a vocês adultos totós que me estão a ler: Vocês são parvos! Pois, é isso mesmo! Não percebo porque é que vocês complicam tanto as coisas e criam problemas onde eles não existem. Deviam aprender com os bebés (ou Bú Bebés, como se diz aqui na minha Terra) porque a vida para nós é bastante simples. Era bom que os adultos às vezes conseguissem pensar com a simplicidade de uma criança e sobretudo com a pureza. Quando nos dizem algo, não pensamos nas “entrelinhas” e nas supostas contradições daquilo que nos podem estar a dizer. Por exemplo, porque é que vocês estão sempre a falar mal uns dos outros? É para parecerem superiores, não é? Mas, ainda por cima, normalmente nem sequer têm coragem de o dizer. Esqueçam lá isso e empanturrem-se de papinha. É muito mais divertido e nutritivo! Se não vos apetece brincar… não brinquem. Se apetece brincar…brinquem. Mas não tornem os momentos cinzentos porque a vida tem de ter cor em todos os momentos! Somos todos diferentes e não, não somos todos iguais. Todos temos direito às nossas diferenças. Respeitem-se uns aos outros, a sério amigos. A vida é super simples e é só uma. 


Agora que já tive direito ao meu momento de “bebé pensador”, vou desarrumar ali o quarto todo para ocupar a mamã. A minha mamã adoraaaaa arrumar o meu quartinho várias vezes ao dia. Eu tenho a certeza que sim porque pede sempre para eu a ajudar e acabamos sempre a brincar e a desarrumar ainda mais eheh.

Papá, não fiques com ciumes. Mais logo também desarrumo tudo para tu arrumares!


Adeus e até à próxima!